Aviso aos navegantes

Tal como o Silva Nunes comunicou na onda “MUDANÇA DE BLOGUES”, foi criado um novo blogue, o “Água aberta … no OCeano II” cujo endereço é: http://blogueoc.blogspot.com/.

Este velho “Água aberta … no OCeano” congelou. Será mantido apenas como “arquivo”.

segunda-feira, fevereiro 19, 2007

SERÁ QUE ME ENGANEI?

Só hoje me debrucei sobre os resultados do referendo sobre a Interrupção Voluntária da Gravidez (ou sobre o aborto, ou desmancho, como diz o povo) e, para minha surpresa, verifiquei que, de 8832628 eleitores, não exerceram o direito de voto (eu considero que é um dever, mas enfim…) 4981015 eleitores!

Interrogo-me, sendo a matéria de primordial importância para nós Portugueses, a que se deverá tal indiferença? Será que somos uma “raça pestilenta” (como o meu particular amigo sargento de mar e guerra gosta de nos classificar)?

Ou será que o Povo (que é sereno, como nos afirmava o saudoso Almirante Pinheiro de Azevedo), com um elevado sentido cívico (como nos apregoam os políticos em cada acto eleitoral) nos informou que considera esta matéria irrelevante, quando comparada com outros temas verdadeiramente importantes, afectando decisivamente o nosso presente e, mais grave ainda, o nosso futuro como Nação Soberana?

Eu, que não tenho a veleidade de afirmar que “nunca me engano …”, tenho a impressão que esta segunda alternativa corresponde à realidade e que nós os activistas do SIM (nos quais eu me incluo) e do NÃO, melhor estaríamos se tivéssemos estado quietos!

Tenham uma muito boa tarde!

Comentários:

Em fevereiro 19, 2007 8:18 da tarde, Blogger solitarioh2005 escreveu...

Realmente a conclusão que tem de se retirar, é essa : O tema - de facto - não interessava ao conjunto da população.
O tema do aborto foi introduzido a martelo por a esquerda, extrema esquerda.
Em 2004 veio cá um navio abortista das mulheres das ondas.
Eles manifestam-se em lisboa.
Não vem ninguém à manifestação.
Porém o francisco louça do bloco de esquerda vai até ao navio.., e requere às autoridades portuguesas entrada na figueira da foz.
Isto é : O Bloco de Esquerda mobiliza-se completamente para a iniciativa.
Quando o PS tem maioria absoluta fica aberta a porta para eles imporem o referendo.
É uma pequena minoria que se impõe ao país.

Dito isto digo que sou completamente contra a lei do aborto.

Sacrificou-se a criança.
Hoje o feto não tem direitos e pode ser morto até aos sete meses.
Sete meses ? Sim , sete meses.
O Daily Telegraph descobre que em barcelona uma clinica fazia abortos até sete meses e meio e mais recentemente outra realiza abortos , no minimo, até seis meses.
Gravida que tenha mais de dez semanas só precisa de ir a Badajoz para fazer aborto até às 22 semanas..,e pra fazer até aos sete meses vai a barcelona.

Essa imposição de prazo de dez semanas , é hipocrisia.
Gravidas com mais de dez semanas são encaminhadas de lisboa para espanha e portanto será possivel acabar com gravidez em qualquer altura- caso haja dinheiro.

 
Em fevereiro 19, 2007 10:20 da tarde, Blogger Nunes da Cruz escreveu...

Em estilo fadista: "... embuçado nota bem, que hoje não fique ninguém, embuçado nesta sala ..."

 
Em fevereiro 19, 2007 10:55 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Pelo visto, esta migração para a versão Beta abriu portas a "penetras"!...

Se o Jota não toma conta disto, estão arrumados, caros camaradas.

Ass:
Um Anónimo (...embora bem intencionado e "membro" do "A Voz da Abita".)

 
Em fevereiro 20, 2007 10:45 da manhã, Blogger O Aldeoume escreveu...

Quer-me parecer que a iniciativa de abertura teve um grande sucesso: 5 comentários.
Relativamente à observação do camarada membro da "Voz da Abita", temos que fazer escolhas:
Ou temos um blog fechado, correndo o risco de morte a prazo por falta de colaboração,
Ou temos um blog aberto, sujeitando-nos a comentários como o do anónimoh2005, acima.
Eu, que não tenho a veleidade de afirmar que nunca me engano e raramente tenho dúvidas, estou cheio das ditas.
Venha o diabo e escolha!

 
Em fevereiro 20, 2007 1:47 da tarde, Blogger Temes escreveu...

Percebo a desilusão do JBR. Mas nada que não fosse de esperar. Sem querer ser teimoso (há quem diga que o sou!)talvez uma das razões esteja no facto de haver uma série de incoerências e questões não discutidas (e tinha havido muito tempo nestes 8 anos que mediaram os referendos)e que eu apontei no meu escrito sobre o assunto e que necessitavam de clarificação antes de fazer a pergunta que foi feita.
Bom carnaval!

 
Em fevereiro 21, 2007 6:59 da tarde, Blogger Jorge Beirão Reis escreveu...

Nota à nota do Orlando:
Quem disse que eu estava desiludido? Apenas conclui que, se o Povo é sereno e possuidor de elevado civismo, estivemos, todos os activistas, enganados neste assunto (que não é relevante) e deveremos, no futuro, preocuparmo-nos com o que é realmente importante.
Pergunta: O que é, na realidade, importante para os Portugueses?

Aceitam-se sugestões. Eu espero, num futuro mais ou menos próximo, avançar com alguns tópicos.

Tenham uma muito boa tarde!

 

Novo comentário

<< Voltar ao OCeano...